18 de janeiro de 2021 0

Lyon vence Stade De Reims na volta do Campeonato Francês

Por Jogando Com Elas

(Foto: Damien LG / OL)

 

Partida terminou 3 a 0 para a equipe de Lyon.

 

De volta aos gramados para a primeira partida do Campeonato Francês no ano, a equipe do Lyon recebeu o Stade De Reims nesta sexta-feira (15). Mantendo o bom desempenho e o ritmo de 2020, o Lyon venceu pelo placar de 3 a 0. Os gols da vitória foram marcados por: Wendie Renard (2) e Amandine Henry.

Em um primeiro tempo com grandes chances de gol para o time da casa, a defesa do Reims tentava segurar Majri. Trabalho esse que não foi nada fácil, pois logo aos 7 minutos de partida, Majri arriscou de fora da área e quase abriu o marcador. A goleira visitante impediu que Henry anotasse o primeiro aos 16 minutos e, logo em seguida, salvou o gol novamente após uma tentativa de cabeça de Marozsán. Apesar das inúmeras chances produzidas pelo Lyon, o primeiro tempo acabou em um empate sem gols.

Na volta do intervalo, Wendie Renard abriu o placar logo no primeiro minuto. Aos 17 minutos, Renard marcou novamente, dessa vez de cabeça após cobrança de escanteio de Majri. E para fechar o placar, Henry fez o terceiro do Lyon e garantiu a vitória para as donas da casa.

 

Próxima Rodada

O Lyon volta a campo na próxima sexta-feira (22) para enfrentar o Paris FC. A partida acontece às 14h30 (horário de Brasília). No sábado (23), é a vez do Stade de Reims entrar em campo contra o Bordeaux, às 10h30 (horário de Brasília).

 

18 de janeiro de 2021 0

Napoli supera o Real Brasília nos pênaltis e é o primeiro finalista do Brasileiro A2 2020

Por Jogando Com Elas

(Foto: Reprodução / Twitter)

 

A classificação foi garantida nos pênaltis após a cobrança da goleira Flávia, do Brasília, que isolou sua oportunidade.

 

Napoli e Real Brasília fizeram uma grande partida no jogo de volta das semis do Campeonato Brasileiro A2. Melhor para as donas da casa que garantiram de forma muito merecida a sua vaga para a grande final ao superar as adversárias nas penalidades máximas, após empatar em 1 a 1 no tempo normal.

No primeiro tempo, o Real Brasília teve o domínio de todas as ações. Destaque para a meio campista Sassa, a craque do time que, com bons passes, fazia a transição do setor da defesa para o ataque. As linhas adiantadas da equipe de Brasília não permitiam que o Napoli passasse do meio campo, pressionando muito as donas da casa. Apesar de todo o volume ofensivo, quem abriu o placar foi o Napoli. Após cruzamento de Julia, a goleira do Real Brasília rebateu para o meio da área de forma bisonha, permitindo que Aninha mandasse para o fundo das redes. O gol não diminuiu o ímpeto das visitantes que seguiram na pressão em busca do gol de empate. Aos 37 minutos, após linda jogada de Isabel pelo lado direito do ataque, a goleira Dida, do Napoli, operou um milagre no chute da atacante do time brasiliense, sendo o último lance do primeiro tempo.

O segundo tempo começou do mesmo jeito que terminou o primeiro, com o Real Brasília em cima das donas da casa. O Napoli, por sua vez, ficou bem recuado à espera de um contra-ataque para poder matar o jogo. Diferentemente da primeira etapa, a meio-campista Sassa participou pouco das jogadas de transição, o que acabou por dificultar os lances de ataques das brasilienses. Outro fator importante foi o cansaço. Com o gramado pesado, a exigência por fazer o gol afetou bastante a equipe visitante. Infelizmente aos 34 minutos, após briga generalizada entre as jogadoras de ambas as equipes, Rafa Soares e Ronaldinha do Real Brasília, Lari e Soraia por parte do Napoli foram expulsas. De maneira heroica no último lance do jogo, a atacante Barbara fez um golaço de bicicleta levando o jogo para as penalidades.

Na decisão por pênaltis deu Napoli. Nas cobranças alternadas, após belas cobranças por parte das duas equipes, a goleira Flavia do Real Brasília isolou sua cobrança dando a classificação para o Napoli.

 

Grande Final

Agora, a equipe catarinense enfrentará o Botafogo para decidir quem ficará com o título do A2. O primeiro jogo está marcado para domingo (24), às 16h, em Caçador (SC).

 

11 de janeiro de 2021 0

Em jogo de grandes emoções, Botafogo e Bahia ficam no empate no Rio de Janeiro

Por Jogando Com Elas

(Foto: Divulgação / @ecbahia)

 

Os gols foram anotados por Karol Lins para o Fogão, enquanto Giovania marcou para a equipe baiana.

 

O ano de 2020 acabou, mas o Brasileirão Feminino A2 não. Após o período de festas, Botafogo e Bahia voltaram para disputar uma das semifinais do campeonato. Vale lembrar que todas as equipes que estão nesta fase se garantiram no Brasileirão A1 de 2021.

As equipes vieram a campo com propostas opostas de jogo. O Botafogo, como mandante, se lançou no 4-4-2 com a saída de bola em “três” para melhorar a qualidade do passe, além disso utilizou bastante o lado esquerdo do ataque com a lateral Chai. O Bahia por sua vez preferiu jogar de uma maneira reativa com linhas defensivas bem compactas e, quando tinha a bola, procurava ser o mais vertical possível.

No primeiro tempo prevaleceu o esquema tático das baianas, que anularam a tentativa de troca de passes no ataque por parte do Glorioso. A única chance da primeira etapa foi o chute da atacante do Bahia, Dan, que foi bem defendido por Rubi.

A segunda etapa veio com mudanças, principalmente pela parte do time mandante. O técnico botafoguense adiantou as linhas da sua equipe, impedindo a saída de bola do Bahia e, ao mesmo tempo, evitou a transição ofensiva das baianas. A primeira chance de gol aconteceu aos 26 minutos. Gaby Lovain, a número 10 do Botafogo, cobrou falta com perigo passando rente a trave da goleira Nágila. No decorrer da segundo tempo, as visitantes sentiram fisicamente a partida e passaram a se defender ainda mais. Aos 35 minutos do segundo tempo, em rápido contra-ataque do Botafogo, Kélen cruzou para Karol que, com enorme categoria, abriu o placar no Nilton Santos. A partir do gol tomado, as tricolores se lançaram ao ataque para tentar o empate, e ele veio. Aos 47 minutos, Esquerdinha foi derrubada dentro da área e o juiz marcou o penal. Giovania bateu no meio do gol e manteve a invencibilidade do time baiano de um ano e sete meses.

 

Como que fica?

Bahia e Botafogo se enfrentam novamente no próximo domingo (17), em Salvador, para decidir quem irá disputar a grande final do Brasileiro A2. Se tiver um novo empate, decisão por pênaltis na Fonte Nova!

 

6 de janeiro de 2021 0

Atlético de Madrid deixa escapar vitória importante no fim do jogo

Por Jogando Com Elas

(Foto: Divulgação / Rayo Vallecano)

 

A partida terminou 1 a 1.

 

Na tarde desta quarta-feira (06), o Atlético de Madrid saiu para visitar o Rayo Vallecano, com o objetivo de encostar nos líderes da competição. A equipe conseguia o objetivo de voltar com os três pontos até os minutos finais, quando cedeu o empate para as mandantes e saiu apenas com um ponto conquistado.

O Atlético de Madrid começou com todo o vapor. O volume de jogo das visitantes era bom e tinha o domínio da partida. Aos 24 minutos, este domínio surtiu efeito e Leyce Santos abriu o marcador. Ambas as equipes ainda tiveram chances de colocar mais uma bola na rede antes do intervalo, mas não aproveitaram.

No segundo tempo, o Atlético de Madrid estava mais tranquilo, administrando e tentando ampliar para o placar ficar mais folgado. A equipe estava voltando para os seus domínios com o triunfo e encostando nos líderes da competição, porém, aos 49 minutos do segundo tempo, veio o banho de água fria. Zaira Flores aproveitou a chance depois de um escanteio e, no segundo poste, colocou a bola pro fundo das rede, fazendo o Rayo Vallecano conquistar o seu ponto suado no final da partida.

Com este resultado, o Atlético de Madrid ficou na 5ª colocação com 28 pontos, cinco atrás do líder Barcelona. O Rayo é o atual 12ª colocado, com 14 pontos ganhos.

 

Próxima Rodada

O Atlético de Madrid enfrenta o Valencia em casa, no próximo domingo (10), às 9h (horário de Brasília). Já o Rayo Vallecano visita o Sevilla na mesma data, porém mais cedo, às 8h (horário de Brasília).

 

6 de janeiro de 2021 0

No Campeonato Espanhol, Real Madrid vence na primeira partida do ano

Por Jogando Com Elas

(Foto: Reprodução / María Jiménez – Real Madrid Futebol Feminino)

 

Gols de Jakobsson e Cardona deram os três pontos à equipe merengue.

 

Na manhã desta quarta-feira (6), o Real Madrid duelou com o Madrid CF, em casa, e saiu com a vitória na primeira partida do ano. As mandantes venceram pelo placar de 2 a 0, com gols de Jakobsson e Cardona. Com os três pontos conquistados, o time de David Aznar vem se consolidando na parte de cima da tabela de classificação com dez vitórias e 31 pontos.

Com ampla vantagem diante das adversárias, as merengues demonstraram um ritmo de jogo acima do normal no retorno aos gramados. O primeiro tempo ficou marcado pela troca de passes precisa e as oportunidades até o caminho do gol começaram a surgir para o Real. Faltando dois minutos para o término do primeiro tempo de jogo, Jakobsson não desperdiçou e abriu o marcador para as mandantes.

Na volta do vestiário, a pressão do Real Madrid continuou. As adversárias até tentaram impor ritmo na partida, mas quem dominava a etapa complementar ainda eram as merengues. Aos 38 minutos, Cardona ampliou o resultado após um lindo contra-ataque e confirmou a vitória da sua equipe por 2 a 0.

 

Próxima Rodada

As duas equipes voltam a campo no dia 24 de janeiro. O Real Madrid encara o Logroño, em casa, enquanto o Madrid CF visitará o Bétis. As duas partidas estão marcadas para às 7h (horário de Brasília).

 

21 de dezembro de 2020 0

Wolfsburg vence Essen por 2 a 0 no Campeonato Alemão

Por Jogando Com Elas

(Foto: Reprodução / @VfL_Frauen)

 

As Lobas seguem na busca pela liderança.

 

O SGS Essen recebeu o Wolfsburg em casa neste domingo (20). As equipes se enfrentaram em partida válida pela 12° rodada da Frauen Bundesliga. E quem levou a melhor neste confronto foi o Wolfsburg, que venceu pelo placar de 2 a 0, com gols de Pia-Sophie e Zsanett Jakabfi.

Na busca pela liderança do campeonato, as Lobas buscaram a vitória desde o início e, logo aos 12 minutos de partida, Pia-Sophie já colocou a bola na rede, abrindo o placar. Aos 26, Rolfö tentou outro ataque, mas a goleira adversaria estava pronta para fazer a defesa e evitar o segundo.

Embora a pressão, foi apenas no segundo tempo que a rede voltou a balançar. Novamente aos 12 minutos, Jakabfi recebeu o passe da camisa 10, Huth e ampliou o placar para as Lobas. O placar deixou o Wolfsburg mais seguro no jogo, administrando o resultado e sem deixar o Essen criar oportunidades de descontar. Com o resultado no último jogo antes da pausa para o final de ano, as Lobas fecham o ano na 2ª colocação do campeonato e seguem na busca pela liderança.

 

Próxima Rodada:

As duas equipes só voltarão a campo em 2021, no dia 7 de fevereiro. O Wolfsburg enfrenta o Postdam, enquanto o SGS Essen se prepara para encarar o Sand. Os horários das partidas ainda não foram definidos.

 

20 de dezembro de 2020 0

Inter faz 2 a 1 no Grêmio em Cachoerinha, levanta taça do Gauchão e mantém hegemonia no clássico Gre-Nal

Por Jogando Com Elas

(Foto: Reprodução / @ColoradasGurias)

 

As coloradas venceram por 2 a 1.

 

Bicampeãs: pelo segundo ano consecutivo, as Gurias Coloradas venceram as arquirrivais gremistas na final do Campeonato Gaúcho 2020 e sagraram-se campeãs. Desta vez, a vitória foi por 2 a 1, em partida única realizada neste domingo (20), na Arena Cruzeiro, em Cachoeirinha-RS, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Djeni Becker e Byanca Brasil, para o Inter, e Pri Back, para o Grêmio, balançaram as redes no clássico.

No calor do verão gaúcho, em uma partida que começou às 10h da manhã, a decisão do Gauchão começou com ritmo elevado, digno de uma final, digno de um Gre-Nal. Logo aos 2 minutos, Juliana aproveitou vacilo da zaga gremista e, com o Colorado marcando em cima, recebeu a bola na entrada da área. Dali, obrigou a goleira Lorena a fazer grande defesa, no que poderia ter sido o primeiro gol do Inter. Já aos 9, Shashá roubou a bola na intermediária de ataque e partiu em direção à meta do Grêmio. De fora da área, ajeitou e finalizou colocado, no ângulo, mas Lorena voltou a trabalhar e operou um milagre para evitar o gol das Gurias Coloradas.

Aos 20, o primeiro lance de perigo tricolor. Gisseli fez grande jogada pela ala esquerda e cruzou para a área colorada. Lá, a goleira Kemelli afastou mal e a bola acabou sobrando para Marta, que fugiu da marcação e escorou para Eudimilla, com o gol vazio. A camisa 8 finalizou, mas Naná salvou o Inter. Aos 27, finalmente, foi inaugurado o marcador. Depois de ótima jogada pelo lado direito, Rafa Travalão cruzou milimetricamente na cabeça de Djeni Becker. A meio-campista colorada, de dentro da pequena área gremista, só teve o trabalho de desviar para o fundo das redes e sair para o abraço. As Gurias Coloradas iam colocando uma mão na taça.

(Foto: Reprodução / @ColoradasGurias)

Aos 40 minutos, foi armada uma confusão, típica do maior clássico do Brasil. Gisseli ia, novamente, fazendo jogada perigosa pela esquerda. Djeni, na intenção de parar a jogada, puxou a jovem jogadora gremista, que se irritou com a marcação mais ríspida. Com o clima tenso de uma decisão contra o maior rival, jogadores dos dois times se desentenderam, mas o alvoroço foi rapidamente dissipado, com apenas a autora do único gol até aquele momento sendo amarelada. A falta, que ficou de plano de fundo, acabou não levando perigo à meta colorada. E com o 1 a 0 para o Inter no placar, as duas equipes foram aos vestiários da Arena Cruzeiro.

A segunda etapa prometia bastante, já que o primeiro tempo já havia sido bastante disputado. Prometia e cumpriu. Logo aos 3 minutos, Eudimilla recebeu pela esquerda e invadiu a área para finalizar, mas a bola se perdeu pela linha de fundo. Aos 7, Naná fez jogada pela esquerda e tentou a finalização, fraca, mas a bola quicou no morrinho na frente de Lorena e quase surpreendeu a goleira gremista, que precisou fazer a defesa e contar com a ajuda da trave. No oitavo minuto da segunda metade de jogo, Julia acionou Byanca Brasil pela esquerda. A artilheira colorada entrou na área e tentou a finalização, mas foi travada pela zagueira Andressa. Byanca não desistiu, seguiu com a bola e fintou a goleira Lorena, ficando com o gol livre para finalizar com força e ampliar a vantagem das atuais campeãs.

(Foto: Reprodução / @ColoradasGurias)

Aos 17, Eudimilla suspendeu na área e encontrou Ju Oliveira, no segundo poste, que desviou de cabeça para marcar o gol gremista, mas Naná, em cima da linha, salvou o Internacional. Aos 34 minutos, Juliana ia carregando pela direita até que viu Bruninha dentro da área gremista e tentou o cruzamento. A jovem colorada finalizou muito bem, de primeira, mas a bola passou tirando tinta da trave. Já aos 39, Eudimilla – sempre ela – ia fazendo jogadaça individual para o time do Grêmio. Quando invadiu a área, foi derrubada por Djeni, e o juiz Leandro Vuaden apontou a marca da cal. De perna direita, a camisa 7 gremista, Pri Back, finalizou colocado, no canto esquerdo de Kemelli, que nem apareceu na foto, diminuindo para as tricolores. O Imortal bem que tentou, mas não teve jeito: 2 a 1 e Inter bicampeão gaúcho.

Para coroar o ano

Depois de ficarem no meio do caminho, mais precisamente nas quartas de final, Inter e Grêmio tiveram os últimos meses de 2020 para focar no Gauchão. “A gente sabe da grande campanha que a gente fez no Brasileiro e, para coroar nosso trabalho no ano todo e tudo que a gente passou, a gente tinha que vencer esse Gaúcho. E conseguimos vencer”, comemora Byanca Brasil, uma das referências técnicas coloradas, artilheira do certame regional com 6 gols.

“Durante o ano inteiro, o Inter foi uma equipe que valorizou o conjunto e isso coroa um ano de um conjunto muito forte”, celebra Maurício Salgado, técnico colorado campeão gaúcho pelo segundo ano seguido.

 

Hegemonia colorada

Com a conquista, o Internacional chegou ao 8º* título do Campeonato Gaúcho feminino, sendo o maior campeão estadual. Desde a reativação do futebol feminino na dupla Gre-Nal, em 2017, foram quatro finais decididas com o clássico. O Grêmio só levou a melhor em 2018, quando, depois de dois empates (0 a 0 e 1 a 1), o Tricolor levantou a taça em pleno Beira-Rio, em decisão nas penalidades. O Inter, por sua vez, além deste ano de 2020, ainda soltou o grito de campeão em 2017, depois de uma vitória para cada lado e triunfo nos pênaltis, novamente no Gigante, e 2019, após goleada por 4 a 2 em final única, em Ijuí, no noroeste gaúcho.

Também tendo como ponto de partida o ano de retomada da modalidade nos dois clubes, o histórico geral dos clássicos também pende para o lado vermelho. Foram 10 encontros, entre competições nacionais e regionais, com 5 vitórias coloradas, 4 empates e apenas 1 vitória tricolor. As Gurias Coloradas balançaram as redes em 20 oportunidades, enquanto as Gurias Gremistas fizeram 8 gols.

*Os números são contados desde o Campeonato Gaúcho de 1997. Não há um consenso entre os números exatos, por falta de documentação. Alguns pesquisadores indicam que essa contagem possa, inclusive, bater na marca de 13 títulos.

 

Campanha das campeãs

Brasil de Farroupilha 0 x 5 Internacional;
Internacional 23 x 0 João Emílio;
Internacional 2 x 1 Grêmio.

 

Campanha das vice-campeãs

Estrela/Lajeadense 0 x 11 Grêmio;
Grêmio
12 x 0 Oriente;
Internacional 2 x 1 Grêmio.

20 de dezembro de 2020 0

É campeão! Corinthians conquista bicampeonato no Paulistão

Por Jogando Com Elas

(Foto: Reprodução / @PaulistaoFem)

 

No primeiro tempo, o Timão marcou quatro gols e venceu por 8 a 1 no acumulado.

 

Todo dia um 8 a 1 diferente. Na verdade não é todo dia, mas a famosa competição de gigantes teve seu campeão consagrado neste domingo (20). Na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, os times da Ferroviária e Corinthians se enfrentaram às 11h e protagonizaram uma das finais mais emocionantes da modalidade. No primeiro jogo, o resultado final foi de 3 a 1 para o Timão e a Ferroviária buscava a vitória em casa, mas o Corinthians vestiu a capa de “convidado indesejado” e atropelou as donas da casa, vencendo desta vez por 5 a 0. No acumulado, o placar foi de 8 a 1 e o resultado levou o Corinthians ao bicampeonato paulista.

A escalação do time de Araraquara foi a mesma do primeiro jogo, e o time comandado por Arthur Elias sofreu pequenas alterações, contando com Vic Albuquerque desde o início da partida, por exemplo. Logo nos minutos iniciais, o Corinthians se mostrou mais organizado taticamente e teve mais jogadas próximas à grande área, o que ficou impresso aos 12 minutos, quando Crivellari recebeu a assistência de Gabi Zanotti e marcou para o Timão. As Guerreiras Grenás ainda não estavam acertando a marcação e acabaram deixando as corintianas livres. Foi quando Érika subiu sozinha na grande área e, após cruzamento de Diany, aproveitou para marcar seu primeiro gol na competição, ampliando para o Corinthians.

(Foto: Reprodução / @SCCPFutFeminino)

 

Com 2 a 0 na partida, o Timão estava mais seguro e por conta disso conseguiu chegar mais vezes na defesa da Ferroviária. Afim de reverter o placar, aos 34 minutos, Aline Milene colocou a velocidade em jogo e chegou de forma perigosa na grande área, ficando cara a cara com a goleira Lelê, mas errando a finalização e mandando a bola pela linha de fundo. Aos 36 minutos, a “lei da ex” fez efeito: Tamires, que jogou na Locomotiva em 2015, aproveitou o lançamento de Kati e marcou 3 a 0 para o Corinthians. E no Timão, quem dá assistência também marca contra a concorrência. Aos 40 minutos, Diany mandou a bola para o fundo da rede e finalizou a primeira etapa com o placar de 4 a 0 para o Corinthians.

Na volta do vestiário a Ferroviária entrou em campo com a determinação de quem tem três títulos paulistas nas costas, sem contar dois títulos do Brasileiro, um da Copa do Brasil e um caneco levantado na Libertadores. Logo aos 5 minutos, o time comandado por Tatiele Silveira fez duas substituições: Monalisa e Thaynara entraram no lugar de Carol Tavares e Amanda. O jogo tomou mais ritmo e Arthur Elias aproveitou para movimentar o campo alvinegro: entraram Yasmin, Ingryd, Gabi Portilho e Gabi Nunes no lugar de Tamires, Andressinha, Adriana e Vic Albuquerque. As mudanças deixaram o jogo mais equilibrado, mas o Corinthians sabia que podia mais. Aos 25, Grazi recebeu de Gabi Nunes e marcou o quinto do Timão, encerrando o placar em 5 a 0 e somando 8 a 1 no acumulado. Aos 43, já era possível ouvir os gritos de “é campeão” do banco de reservas. A festa depois do apito final foi do Corinthians, mas o respeito, a construção e a importância dessa vitória foi para o futebol feminino.

 

Camisas de peso e homenagens

O primeiro impacto do Corinthians nesta grande final foi com a ação “Elas jogando por elas”. As jogadoras do Timão estamparam na camisa dois nomes: o seu e de uma mulher que a inspirou durante essa trajetória. O objetivo foi aproveitar o momento para homenagear quem sempre esteve ao lado das jogadoras e contribuiu para a evolução da modalidade.

E como as camisas são destaque, o Timão aproveitou para estampar o trabalho desenvolvido até aqui. Na comemoração do título, a equipe vestiu a camisa com a estampa “Nunca foi sorte, sempre foi trabalho”, uma frase dita inclusive por Crivellari no intervalo em entrevista ao Paulistão Feminino.

 

Tríplice de canecos?

Com o resultado, o Corinthians aguarda a Libertadores, marcada para iniciar ano que vem por conta da pandemia, para consagrar a tríplice de canecos: Brasileirão e Paulistão já estão garantidos.

20 de dezembro de 2020 0

Inter vence e se consagra campeão do Brasileirão Sub-16

Por Jogando Com Elas

(Foto: Reprodução / @guriascoloradasoficial)

 

A equipe gaúcha conquistou a competição com gols de Ana Clara e Suellen.

 

Em Sorocaba deu Inter! Em ótima partida do sistema defensivo colorado, inclusive o melhor do campeonato, o Sport Club Internacional sagrou-se campeão do Campeonato Brasileiro Sub-16 ao vencer a equipe do Minas Brasília por 2 a 0. Os gols colorados foram anotados por Ana Clara e Suellen. Uma curiosidade interessante foi que, mais cedo, o time profissional conquistou o Gauchão sobre as rivais gremistas.

No primeiro tempo, o Inter dominou as ações. Com triangulações rápidas no meio campo, as Gurias Coloradas anularam o meio-campo do Minas, que tem como característica trabalhar bem a posse por ali. Logo no início da partida, aos 8 minutos, Ana Clara recebeu bola após bate rebate dentro da área e deslocou a goleira do Minas. O gol deu uma desaminada nas brasilienses, que passaram a ser ainda mais pressionadas pelas gaúchas. No final do primeiro tempo, aos 32 minutos, após linda jogada de Clara pelo lado esquerdo do ataque, Suellen recebeu passe açucarado e, matadora como é, fez o segundo gol do Inter. Lembrando que o regulamento foi alterado para esse campeonato devido a pandemia. Todos os jogos tiveram dois tempos de 35 minutos.

Na segunda etapa, o Minas mudou a sua tática – passou a pressionar a saída de bola do Inter com as suas pontas – e a bola começou a rodar mais na craque do time, Sabrina. As Gurias Coloradas, por sua vez, recuaram as suas linhas, montando um paredão, e passaram a jogar no erro das brasilienses. Por fim, prevaleceu a melhor defesa do campeonato (Inter) sob o melhor ataque (Minas) até aquele momento, pois o Inter com os dois gols ultrapassou as brasilienses.

 

19 de dezembro de 2020 0

Barça vence o Sevilla com direito a goleada e marca histórica

Por Jogando Com Elas

(Foto: Reprodução / @FCBfemeni)

 

A equipe chegou à marca dos 100 gols no estádio Johan Cruyff.

 

Mais uma vitória, mais uma goleada. As meninas do Barcelona não param e fizeram mais uma vítima neste sábado (19). E dessa vez, o derrotado foi o Sevilla, pelo placar de 6 a 0, garantindo a 9° vitória consecutiva da equipe catalã no campeonato. Os gols foram marcados por Alexia, Aitana (2), Jennifer Hermoso, Graham e Oshoala.

O primeiro gol dessa goleada saiu logo aos 11 minutos do primeiro tempo, quando Alexia marcou de cabeça após um cruzamento de Graham. Sete minutos mais tarde, Jennifer Hermoso converteu o segundo, de pênalti. E antes de ir para o vestiário, aos 45 minutos, Graham fez o terceiro para o Barça.

Na segunda metade da partida, o Barcelona retornou para o jogo mantendo a posse de bola e segurando o placar. O quarto gol foi marcado os 21 minutos por Oshoala, sendo esse, o gol de número 100 da equipe feminina no estádio Johan Cruyff. Seis minutos depois, Aitana aumentou ainda mais o placar ao anotar o quinto. Sem dar tempo para as adversarias, o sexto gol saiu um minuto depois, fechando o jogo e garantindo mais uma goleada da equipe. Em nove jogos, foram nove vitorias.

 

Próxima Rodada

O Barcelona volta a campo na próxima terça-feira (22), às 10h (horário de Brasília), contra o Deportivo La Coruña. O Sevilla recebe em casa o Tenerife, também no dia 22, às 12h (horário de Brasília).