Em crise econômica, Vitória atrasa salários do elenco feminino; presidente alega outras prioridades e que irá pagar “quando quiser”

Em crise econômica, Vitória atrasa salários do elenco feminino; presidente alega outras prioridades e que irá pagar “quando quiser”

16 de junho de 2020 0 Por Jogando Com Elas

(Foto: Maurícia da Matta / Divulgação / EC Vitória)

 

Clube recebeu auxílio de R$ 120 mil da CBF destinado a modalidade, mas utilizou em outros departamentos.

 

O futebol feminino do Vitória está sendo fortemente afetado devido aos graves problemas financeiros no qual o clube enfrenta. Sem receber salários, jogadoras cobram o valor de R$ 120 mil doado em abril pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) às equipes que estão na Série A1 do Campeonato Brasileiro, mas que até então não foi repassado para o departamento da modalidade. Em entrevista concedida ontem (15) para a rádio baiana Sociedade, o presidente Paulo Carneiro comentou sobre o assunto, alegando outras prioridades no momento e que “faz o com o dinheiro o que quiser”. 

Após duras críticas recebidas nas redes sociais e pela repercussão do caso no país, o dirigente voltou a falar com a equipe da rádio nesta terça-feira (16). Em tom agressivo, manteve sua posição anterior e ainda reforçou que as decisões tomadas foram porque, no Vitória, quem manda é ele. Já ao ser questionado quanto ao motivo de não ter efetuado o pagamento às atletas, apesar de ter recebido o dinheiro da CBF para manter o futebol feminino do clube, Paulo respondeu: “(não paguei) porque não quis, porque eu não quis. ‘Dá’ para vocês entenderem que isso não é um convênio público? Isso não é dinheiro público, esse dinheiro que tem na CBF pertence aos clubes.”

Vista pelo mandatário como uma modalidade que tem apelo demagógico – termo que utilizou por diversas vezes durante a entrevista -, ele seguiu afirmando que “o Vitória não enxerga o futebol feminino como prioridade agora, porque ele precisa sobreviver”. Por outro lado, declarou que o futebol masculino sempre será a preferência dentro clube, “porque é quem sustenta o Vitória”. Sobre se iria quitar as dívidas com as jogadoras, ele disse que sim, mas quando quiser e achar que deve.

Na penúltima colocação do Brasileirão, o Vitória foi derrotado em todas as cinco partidas em que disputou. Foram, até o momento, 20 gols sofridos e nenhum marcado. Sem um elenco profissional, desmantelado no início deste ano justamente por problemas financeiros, o clube utiliza as jogadoras das categorias de base para jogar a competição. 

O Jogando Com Elas entrou em contato com o Esporte Clube Vitória para falar sobre o caso, mas, até o momento da publicação desta matéria, não obteve retorno.