Grêmio derrota o Inter e é campeão do Gauchão Feminino 2018.

Grêmio derrota o Inter e é campeão do Gauchão Feminino 2018.

11 de dezembro de 2018 Off Por Jogando Com Elas

(Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA)

 

Após empate em 1 a 1 no tempo normal, equipe tricolor sagrou-se campeã nos pênaltis.

As Gurias Coloradas receberam as tricolores no último domingo, 9, no Estádio Beira-Rio, para o segundo jogo da final do Gauchão Feminino 2018. Depois de um empate em 0 a 0 na partida de ida, no Estádio Vieirão, em Gravataí, com mando do Grêmio, foi a vez do Inter mandar o duelo que decidiu o título da competição. E quis o destino que, assim como no ano passado, a decisão fosse para as cobranças de penalidades. Depois do 1 a 1 durante os 90 minutos, nos pênaltis, deu Grêmio. Convertendo todas suas cobranças, a equipe venceu por 5 a 3.

Em uma tarde agradável na zona sul de Porto Alegre, a final do Campeonato Gaúcho Feminino 2018 foi decidida. Cerca de 2 mil torcedores estiveram presentes para acompanhar a partida. E fizeram bonito. Com cânticos tradicionais de ambas as equipes e apoio individual, empurraram os dois times para um jogo muito disputado. O Inter buscava o bicampeonato. Já o Grêmio, queria devolver a derrota do ano passado.

O primeiro tempo foi truncado. Com lances ríspidos entre as jogadoras, tendo muito mais transpiração que inspiração, a etapa inicial foi fraca tecnicamente. Já para a etapa complementar, as equipes voltaram determinadas. Foi no segundo tempo onde saíram os gols e as melhores chances de Inter e Grêmio na partida. Mas acabou ficando tudo para os pênaltis. Com 100% de aproveitamento nas cobranças e com o erro de Shasha, em boa defesa de Carlinha, o Grêmio conquistou o título da modalidade.

Equipes prontas para a decisão. (Foto: João Cammardelli)

O JOGO

 

Primeiro Tempo

O jogo começou muito disputado, com as duas equipes brigando por cada bola. Sem nada de criação nos primeiros minutos, a marca inicial ficou pela saída, por lesão, da jogadora colorada, Carol Gomes. No seu lugar entrou Ariane. Nada mudou. A partida continuou truncada e o primeiro cartão amarelo saiu na sequência, após a lateral gremista Jissele fazer falta dura em Kika, aos 13 minutos. Quatro minutos mais tarde foi a vez da atacante tricolor, Thamirys, receber amarelo por atrapalhar a reposição de bola da goleira colorada Lua. Com o Grêmio explorando lançamentos da defesa para o ataque e o Inter tentando criar jogadas pelos lados do campo, a primeira chance de gol foi sair aos 19 minutos. Em falta na entrada da área pelo lado direito, a meia gremista Luiza cobrou por cima do gol. Luiza teve outra oportunidade em cobrança de falta aos 26 minutos, mas Lua defendeu sem problemas. A equipe colorada foi assustar mesmo aos 29. Shasha, em sua principal característica, recebeu pela ponta esquerda, entrou na área, puxou para o meio e finalizou com perigo. A bola passou raspando a trave da goleira tricolor Carlinha. Na sequência, Karina finalizou de fora da área para uma defesa tranquila de Carlinha. Aos 31 minutos, Ariane, que havia entrado há poucos minutos no jogo, fez falta dura na capitã gremista, Taba, e levou o primeiro cartão amarelo colorado na partida. O Inter ainda levou perigo em mais um lance na primeira etapa. Kika pegou o rebote, após bola afastada por Carlinha, mas mandou sobre o gol. O último lance do primeiro tempo mostrou bem o que foi os primeiros 45 minutos da final. Outro amarelo para o Grêmio. Gabizinha entrou forte na zagueira colorada e recebeu o cartão.

E assim terminou o primeiro tempo. 0 a 0. Jogo muito truncado e poucas chances para os dois lados. A definição ficaria para o segundo tempo.

 

Segundo Tempo

Totalmente diferente do que foi a primeira etapa, começou a partida no segundo tempo. Sem mudanças nas equipes,  Inter e Grêmio voltaram para o gramado a fim de decidir o jogo. Logo aos 4 minutos, a meia colorada Katrine finalizou com muito perigo, fazendo a bola raspar o travessão do gol gremista. Aos 6, viria a resposta do Grêmio. Após a zagueira colorada, Sorriso, matar o contra-ataque, o que lhe resultou o amarelo, Vitória Canutto cobrou a falta para boa defesa de Lua. O Inter devolveu a finalização gremista em duas grandes oportunidades. A primeira aos 10 minutos: Karina estava pronta para finalizar e marcar o gol colorado, mas Bruna Flor chegou travando na hora e mandando para escanteio. A segunda foi aos 11: Shasha, em bela jogada individual, driblou a goleira Carlinha, e finalizou. A bola foi cortada pela zaga gremista que mandou para escanteio. O Inter era melhor, colocava seu ritmo na partida. Mas foi em um contra-ataque fulminante tricolor que, Gabizinha recebeu sozinha em seu campo de defesa e arrancou para o gol colorado. Todos na expectativa e… Gol!!! Gabizinha entrou na pequena área e, na saída de Lua, abriu o placar para o Grêmio. Inter 0 X 1 Grêmio. Atrás no marcador, o Inter se obrigou a ir ainda mais para o ataque. Deu certo. Já aos 13 minutos, Katrine sofreu falta na entrada da área. Júlia foi para cobrança e fez. Em uma bela batida, por cima da barreira e tirando totalmente do alcance da goleira tricolor, ela empatou o jogo. Um golaço! 14 minutos de jogo no segundo tempo e tudo igual novamente no Beira-Rio. Inter 1 X 1 Grêmio. Após os gols, a partida continuou intensa até a parada técnica para hidratação das jogadoras. Depois, o jogo caiu de produção. Tanto que Iurinha, técnico interino do Grêmio, e Tatiele Silveira, técnica do Inter, abusaram das substituições para manter o ritmo da partida. Não conseguiram. Sem outras chances claras de gols e com o cansaço visível das jogadoras, o empate persistiu no placar. O Gauchão Feminino 2018 seria decidido nos pênaltis.

 

Pênaltis

Grêmio na última conversa antes dos pênaltis. (Foto: João Cammardelli)

Assim como em 2017, quando foi decidido nos pênaltis, a final deste ano também seria. O Inter queria manter a taça em casa. O Grêmio queria voltar a vencer o título que não vinha desde 2001. E foi com emoção. As Gurias Gremistas começaram batendo. Thamirys fez. No Inter, a primeira cobrança foi de Katrine, que também converteu. Na sequência, Beta para o Grêmio e a capitã Thessa, para o Inter, cobraram e fizeram. Seguia empatado os pênaltis: 2 a 2. A terceira cobradora gremista foi de Rafa Ancheta, que saiu do banco de reservas na segunda etapa. Ela fez e colocou o Tricolor novamente na frente. Shasha foi a escolhida para cobrar a terceira penalidade do lado colorado. Uma das principais jogadoras do time para cobrança e… Perdeu! A goleira gremista Carlinha fez uma ótima defesa, mantendo o tricolor na frente: 3 a 2. A quarta série de cobranças teve Carlinha, outra atleta que entrou no decorrer da partida, pelo lado do Grêmio e Gabi Costa, que também entrou no segundo tempo, pelo Inter. Carlinha fez e colocou pressão na atleta colorada. Se errasse, acabaria ali. Mas ela fez e manteve o Inter na disputa: 4 a 3. Chegou a vez de Taba, capitã gremista e uma das remanescentes da equipe do ano passado. Se convertesse, o Grêmio seria campeão. Se desperdiçasse, daria uma outra chance para o Inter. Ela foi para a cobrança e bateu bem. Gol do Grêmio: 5 a 3. Terminava ali o Gauchão Feminino 2018 e iniciava a festa tricolor no Beira-Rio.

 

OS DOIS LADOS DA FINAL

Enquanto a torcida e, principalmente, as jogadoras do Grêmio comemoravam com muita euforia, as coloradas choravam. Com melhor campanha durante toda competição e favorito ao título, o Inter não fez jus ao status e perdeu o título em casa. As tricolores, que não tinham nada a ver com isso, aproveitaram e muito. Teve músicas do clube, provocação ao rival, choro, riso, pagamento de promessas e muita comemoração pelo terceiro título do clube na categoria.

Com a conquista do Campeonato Gaúcho Feminino 2018, o Grêmio chegou ao seu terceiro título, se tornando a segunda equipe que mais venceu a competição ao lado de Canoas e Juventude. O Inter, apesar da derrota, segue isolado como o maior vencedor, com seis taças no armário. Agora, ambas equipes entram em férias e esperam pelo calendário de competições do próximo ano para darem sequência ao trabalho.