Marta é eleita pela sexta vez a melhor jogadora de futebol do mundo.

Marta é eleita pela sexta vez a melhor jogadora de futebol do mundo.

25 de setembro de 2018 Off Por Jogando Com Elas

A atleta venceu a disputa contra a norueguesa Ada Hegerberg e a alemã Marozsán, e se torna a maior vencedora do prêmio entre homens e mulheres.

Em cerimônia de premiação do “The Best” da Fifa, realizada nesta segunda-feira, 24, em Londres, que premiou os melhores jogadores da temporada 2017/2018, Marta voltou ao topo do futebol feminino. Com cinco troféus, a jogadora dividia o posto de maior vencedora do prêmio com Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, mas voltou a reinar sozinha como a principal detentora do título após a eleição.

Enfrentando duas grandes jogadoras na disputa, Ada Hegerberg e Marozsan, ambas jogadoras do Lyon, o atual campeão da Liga dos Campeões feminina, Marta desbancou as duas para se tornar pela sexta vez, a rainha do futebol mundial. Com 14,73% dos votos, ela ficou a frente de Marozsán, com 12,86%, e de Ada Hegerberg, com 12,60%, em dados revelados pela entidade. E ainda contou com a derrota de Cristiano Ronaldo para Luka Modric, para reassumir o posto de maior vencedora entre todos os atletas no prêmio individual da Fifa.

Sem vencer o Prêmio desde 2010, a atleta se disse emocionada por mais esse marco em sua carreira. “Eu realmente estou sem palavras, pois é um momento fantástico. As pessoas falam: Você já foi tantas vezes e se emociona sempre. Sim, faço isso porque representa muito pra mim”, afirmou a jogadora. Marta já havia vencido o prêmio em 2006, 2007, 2008, 2009 e 2010.

Jogadora do Orlando Pride dos Estados Unidos, Marta foi vice-artilheira da NWSL, liga de futebol feminina norte americana, na temporada passada com 13 gols e 9 assistências, sendo decisiva para a levar sua equipe aos play-offs, onde foi até as semifinais da competição. Já neste ano, Marta conquistou a Copa América com a Seleção Brasileira, em abril, garantindo a vaga do Brasil para a Copa do Mundo na França do ano que vem e aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.