Partida entre Marrocos e Irã, pela Copa do Mundo, é marcada por protestos a favor das mulheres.

Partida entre Marrocos e Irã, pela Copa do Mundo, é marcada por protestos a favor das mulheres.

20 de junho de 2018 Off Por Jogando Com Elas

Torcedores protestam contra lei que proíbe mulheres iranianas a frequentarem estádios de futebol em seu país.

A partida entre Marrocos x Irã, no dia 15 de junho deste ano, válida pela Copa do Mundo da Rússia, foi palco de muitos protestos por parte da torcida do Irã. Uma lei sancionada em 1979, durante a Revolução Iraniana, proíbe as mulheres do país a frequentarem estádios de futebol em território Iraniano, sendo assim, a Rússia considerada território neutro, permitiu a muitas torcedoras do Irã a chance de acompanhar uma partida de futebol pela primeira vez dentro de um estádio. Segundo as autoridades locais, a lei serve para proteger as cidadãs do país de presenciar os frequentes xingamentos que partem das arquibancadas.

xdentro-do-estadio-na-russia,,-mulheres-iranianas-protestam-contra-proibicao.jpg.pagespeed.ic.rVd4VzJt7Z

Torcedores exibiram cartazes em apoio as mulheres Iranianas (Foto: Giuseppe Cacace)

Os protestantes, que se manifestaram de forma pacífica, exibiram cartazes, escritos em inglês, com frases de apelo: “Deixem as mulheres iranianas entrarem em seus estádios” e “Apoiem que as mulheres do Irã possam ir aos estádios” nas arquibancadas do estádio Krestovsky. Antes do jogo, ambas as torcidas tomaram as ruas de São Petersburgo em confraternização, e a presença das mulheres na torcida iraniana foi motivo de comemoração.

O presidente do Irã, Hassan Rouhani afirmou em conversa com o presidente da FIFA, Gianni Infantino, que planejava liberar em breve o acesso das mulheres iranianas nos estádios, mas segundo grupos que propõe o direito das mulheres em estádios, a promessa já foi feita em outras ocasiões e não foi cumprida. A restrição do governo já ocasionou fatos curiosos e constrangedores no Irã, um deles ocorreu em 2017 durante uma partida entre Esteghlal FC e Persepolis FC, na ocasião oito mulheres foram detidas após se vestirem de homens para assistirem a partida das arquibancadas.