Por videoconferência, Pia Sundhage conversou com jogadoras do Internacional e Ferroviária

Por videoconferência, Pia Sundhage conversou com jogadoras do Internacional e Ferroviária

21 de maio de 2020 0 Por Jogando Com Elas

(Foto: Reprodução / Ferroviária)

 

Bate-papo ocorreu nesta quarta-feira (20), através da plataforma Zoom.

 

A treinadora da Seleção Brasileira de futebol feminino, Pia Sundhage, junto de suas auxiliares Bia Vaz e Lilie Persson, interagiu nesta quarta-feira (20), por meio de videoconferência, com as jogadoras de todas as categorias do Internacional e também com as atletas da Ferroviária, atual campeã brasileira. As conversas, que ocorreram separadamente com cada clube, fazem parte da iniciativa para diversificar os treinamentos que estão sendo aplicados neste período de isolamento social, além de contribuir para manter o foco dos elencos. 

Para a uma das líderes do elenco colorado, a zagueira Bruna Benites, o bate-papo foi de extrema importância, ainda mais neste momento em que as competições estão suspensas e não há previsão para retorno. “Foi uma conversa bacana que vai acrescentar ainda mais à qualidade do nosso grupo. Poder escutar a Pia, que é uma pessoa de alto gabarito, a Lilly, que é o braço direito dela, é uma bagagem que a gente recebeu da melhor maneira possível e com certeza vai acrescentar muito para nós”, destaca a defensora. 

Do lado das Guerreiras Grenás, Carolina Melo, coordenadora do futebol feminino do clube, também enfatizou a iniciativa, além de ressaltar o interesse do grupo de jogadoras e comissão técnica em participar e aprender. “Além de conhecer um pouco melhor a técnica da Seleção, tivemos a oportunidade de absorver um conteúdo de muita qualidade, tanto no aspecto futebolístico quanto cultural, afirma. 

Já para Pia, as conversas estão servindo para seguir descobrindo como extrair o máximo do futebol brasileiro. “Precisamos entender o estilo que jogamos, que maneira o futebol brasileiro vem jogando. Posso trazer a mentalidade vencedora das americanas e a organização das suecas, mas não posso tirar o que as brasileiras têm de melhor. Precisamos entender isso e passar a informação da melhor maneira para que as atletas consigam ter o melhor aproveitamento. E entender que a sua responsabilidade é para trazer o melhor para o grupo. O fundamental é pensar no grupo”, disse. 

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não divulgou um cronograma com datas de quando ocorrerão novas videoconferências. Sem informações oficiais por parte da entidade, o Jogando Com Elas entrou em contato com outros clubes, mas, segundo informações repassadas pelas assessorias dos mesmos, as conversas ainda não aconteceram ou, então, não foram agendadas. 

 

Fontes: Associação Ferroviária de Esportes e Sport Club Internacional